E-BOOKS



Esperança

2013


Título: NO REINO DOS TITÃS
Autores: DEIDIMAR ALVES BRISSI e DANTE GHIRARDELLO
Gênero: ASTRONOMIA (Divulgação científica)
Preço: R$ 2,99
Número de páginas: 88
Ano: 2013
ISBN: 978-85-909068-4-1
Clique aqui para comprar!

Este livro foi publicado no formato impresso pela Allprint Editora em 2008. Esta edição no formato e-book foi publicada como edição do autor em 2013.


Compre este livro também no formato impresso no Mercado Livre, clique aqui.



NEM TUDO PASSA


As fortunas passam...

Passam as ilusões da vida.

A fama é esquecida.

Passam com os anos, passam...


Passa o poder temporal.

Passa toda a iniqüidade,

Só vai ficando a bondade.

Passando tudo que é mal.


As lágrimas que secamos,

As alegrias que damos

Isto nunca é esquecido.


Todo amor, toda verdade

Ficará para eternidade.

Não passará, meu amigo!



O MENINO DESCALÇO


Na beira da estrada havia um menino

Que empinava pipa com os pés no chão.

Cabelo queimado, rosto suado, corpo franzino

Corria, pulava, era só alegria, era só coração!


E pela estrada um homem passou

E viu o menino com os pés no chão.

Vai pegar uma doença! – logo gritou

Vai morrer com vermes e de infecção!


E pela estrada, outro homem passou

E viu o menino sem proteção

De tão emocionado ele até chorou

Em ver tanta pureza com os pés no chão!


NÃO PRENDA A LÁGRIMA


A lágrima que você prende

Faz muito mal a você

Machuca e não se entende

Esmaga e ninguém vê


Aperta sua garganta

Corrói o seu coração

A alegria espanta

Sem nenhuma compaixão


Por isso, não prenda a lágrima

Deixe que vá embora

Cada instante é uma página

E o momento é o agora


VIVER


Quem nunca sentiu a alma partida,

Nem tem uma cicatrizada ferida,

Quem não tem amor nesta vida,

Quem nunca chorou na partida,

Não sabe a vida que tem!


PROBLEMAS MODERNOS


Vou comprar um despertador

Por um motivo inusitado

Começou o horário de verão

E meu galo ficou atrasado!


PALHAÇO


Prefiro ser um palhaço

De golas grandes, nariz vermelho

A ser tratado como palhaço

Sem o sê-lo!


MEU LUGAR


Se tu fostes onde eu fui

Se tu fizestes o que fiz

Se tu sentistes o que senti

Se tu bebestes o que bebi

Se tu comestes o que comi

Se tu amastes quem eu amei

Se tu soubestes o que aprendi


Se tu estivestes onde estou

Se tu fizestes o que faço

Se tu sentistes o que sinto

Se tu bebestes o que bebo

Se tu comestes o que como

Se tu amastes quem eu amo

Se tu soubestes o que aprendo


Se tu fores onde eu irei

Se tu fizeres o que farei

Se tu sentires o que sentirei

Se tu beberes o que beberei

Se tu comeres o que comerei

Se tu amares quem amarei

Se tu souberes o que aprenderei


Tu não seriais você, serias eu

E não me olharias assim!


GUERRA


Enquanto o Sr. Ministro

Justificava a necessidade da guerra

Para salvar o mundo...

Diante da casa destruída,

Ajoelhados, perto da mãe caída,

Os dois irmãos

Imploravam

Para ela levantar!



O POETA ENXERGA


o que ninguém vê

o que todo mundo vê

mas, não sente!


GRAMÁTICA PRÁTICA


Você pode ter bons adjetivos,

Ser proprietário de muitos substantivos,

Seu nome pode ter respeitados pronomes,

Mas se no seu caminho não há verbos

Nada mais tem sentido!

Pois são os verbos,

Que geram e sustentam a vida!


AMOR


Amor que prende, que aprisiona,

Amor que agride, causa dor,

Amor que briga, que pressiona...

Jamais! Jamais! Será amor!